sexta-feira, 11 de abril de 2014

Relíquias do Brasil - Parte XV - Vivian Loyd & Co.

- O Brasil inciou tarde sua mecanização agrícola. Enquanto outros países eram pioneiros na produção de máquinas para a agricultura, o Brasil ainda as importava, sendo o crescimento de nossa agricultura dependente da mecanização estrangeira. Isso fez com que no Brasil possam ser vistos tratores antigos de variadas nacionalidades e marcas. Desde os símbolos americanos como John Deere, Farmall, Case, Ford, até os tratores que marcaram os europeus, como os Lanz Bulldog, Deutz, Hanomag, Ferguson, Fordson, etc.

- Mas dentre essa tratorzada toda que foi importada décadas atrás, existem alguns modelos muito mais raros, cuja importação não deve ter passado de dezenas de unidades, ou menos.

- Uma questão importante de se levar em conta é o fato de alguns desses raros exemplares não terem sidos oficialmente importados por algum representante brasileiro, mas sim, terem entrado no país pela fronteira com Argentina ou Uruguai, ou na maioria das vezes, trazidos "na mala" pelos imigrantes que vieram para o Brasil em busca de um futuro melhor.



Relíquias do nosso Brasil – Trator Vivian Loyd & Co.


- Trator de esteiras muito raro que pertence ao acervo do museu Matarazzo na cidade de Bebedouro - SP. Mesmo pesquisando na internet, google, muito difícil encontrar informações a respeito. O pouco que consegui é que a empresa inglesa Vivian Loyd & Co. fabricava veículos militares no período da 2ª Guerra mundial, e após, fabricou pequenas quantidades de tratores de esteira, sempre aproveitando sobra do material bélico. 

- O modelo da foto seria um "Type D" de esteiras de alta velocidade, equipado com um motor Ford V-8 de 50 hp, e breques/embreagens para manobras parecidos com os que equipavam os tratores Oliver - Cletrac. 

Rare Loyd Available
- Este trator foi achado na Bélgica e estava a venda em 2010 como um item muito raro.

- Foto encontrada na internet sem maiores informações.

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Fotos Antigas: Tratores desfilando em Guaxupé - MG

- Fotos do desfile em comemoração ao cinquentenário de Guaxupé - Minas Gerais, no dia 1º de junho de 1962. As imagens pertencem ao acervo do Museu Histórico e Geográfico de Guaxupé, e retirei as mesmas da página GXP História - www.gxp.com.br.

- Trator David Brown 900 e a carreta que simbolizava a lavoura.

- Trator Ford 8-BR novo, representando a marca Ford no desfile. Uma pena não se conseguir ler o escrito na faixa.

- Nesta foto, talvez um Massey Harris, puxava a carreta representando a alegoria de uma caravela portuguesa.

terça-feira, 25 de março de 2014

Fotos Antigas: Oliver 99 em Santo Ângelo - RS

- Já é difícil de se encontrar fotos antigas onde aparecem tratores. Ainda mais difícil encontrá-las em boa resolução, pois geralmente são pequenas e quase não se vê detalhes. Porém esta bonita foto que retirei do blog Histórias do Vale do Caí, em tamanho grande, nos mostra com detalhes o enorme trator para época, desfilando no dia 1º de outubro em Santo Ângelo - Rio Grande do Sul.

- A foto mostra o sr. Edmundo Schaeffer em seu recém comprado trator Oliver 99 Diesel, a nova aquisição para sua Granja Saturno. (Detalhe para o comentário do blog, onde na época, 400 hectares na região era apenas uma "Granja" e não uma fazenda. O termo granja ainda é muito falado no sul do país.) A data da foto seria o ano de 1945, porém acredito haver um erro aqui, e ser posterior a 1950 pelo modelo do trator.

- Outro detalhe é que este modelo de trator Oliver 99 Diesel, é praticamente o pai dos tratores nacionais CBT!


sexta-feira, 21 de março de 2014

Tratores Antigos: Histórias: "A historieta do TORNA-PÓ"

- História e imagem retiradas do blog do cientista social e pesquisador sr. Adalberto Day - adalbertoday.blogspot.com.br, com pequenas alterações no texto.

"Apresentamos hoje mais uma crônica belíssima, com o renomado Niels Deeke - Memorialista em Blumenau:

Um Colossal e ciclópico engenho que, em 1952, escavou o solo de Blumenau. A historieta do ¨ TORNA-PÓ ¨ - um trator gigantesco, adquirido por Hercílio Deeke para a Prefeitura de Blumenau e que então deslumbrou-nos pela versatilidade das funções desempenhadas.

Transcorria o ano de 1952, quando foi adquirido, pela Prefeitura Municipal de Blumenau, um enorme trator com duas lâminas desbastadoras, uma dianteira e outra central, dotado de escarificadores, cilindros compressores - liso e denteado - e, ainda no intermédio da imensa estrutura, possuía a caçamba transportadora para cerca de seis metros cúbicos de terra. Movimentava-se sobre descomunais pneus que superavam a estatura de pessoa com 02 metros. O peso do monstrengo era tanto (Aprox. 40 toneladas) que para trazê-lo, apesar de desmontado em duas partes, do porto de Itajaí à Blumenau, foi necessário escorar diversas pontes da antiga estrada estadual ligando as duas cidades e, mesmo assim, a “Ponte das Canas”, ainda construída em madeira e que situava-se no limite entre Gaspar e Ilhota, foi irremediavelmente avariada e logo substituída, quando as despesas correram por conta da Prefeitura de Blumenau. Naquela época Ilhota ainda era distrito de Itajaí e então o Prefeito de Itajaí – Sr. Paulo Bauer precisou deslocar-se diversas vezes até os locais das avarias para acertar em conjunto com Hercílio Deeke os consertos necessários, pois o Estado eximiu-se de custear os reparos, cuja responsabilidade certamente cabia à Prefeitura de Blumenau. 

Sua marca era “LE TOURNEAU”, foram muito utilizados na construção das grandes rodovias – os chamados tratores transportadores com emblema “Euclid”. (Euclid Road Machinery Co.). O modelo importado pela P.M.B. (zero km) era denominado “ Tourna-Pull ” (Pull = de arrasto), denominação que continha expressão mista franco-anglicana e a qual os operários da prefeitura., transliterando a pronúncia do exótico termo, chamavam de “ TORNA-PÓ ”, em razão de não conseguirem articular aqueles vocábulos exóticos.
Observe-se que naquela época todo e qualquer serviço de Oficina, manutenção, consertos e reparos, dos veículos e máquinas da P.M.B. eram executados pelos mecânicos funcionários da prefeitura e no próprio recinto desta, em oficina adrede localizada nos fundos do Paço Municipal.

Posta em ação, rapidamente a potente máquina ¨Torna-Pó¨, demoliu o restante do antigo Morro dos Padres . Os terrenos que serviram para abrigar o “Parque de Diversões” construído especialmente para os festejos do “Centenário de Blumenau”, foram, então, definitivamente aterrados, bem como parte da depressão da lavoura dos padres, e ainda procedido o alargamento das ruas adjacentes. O trator, cerca de dois anos após a conclusão da remoção do morro até o ponto em que atualmente se encontra escavado e de ter alargado ruas na “Fortaleza” e Itoupava Norte, com destaque ao aterro e construção da galeria na foz do ribeirão da Toca da Onça na atual rua das Missões, bem como do leito desta, e do “Morro da Maternidade”, foi vendido em razão da absoluta impraticabilidade de seu emprego na continuidade dos serviços locais, cujas peças de reposição, por não haverem disponíveis no país, precisavam ser buscadas pessoalmente por funcionário da prefeitura no Uruguai, além de, no município, só haver um único tratorista capaz de manobrá-lo.

A máquina consta nos relatórios administrativos de Hercílio Deeke, ano 1952, página 18 como “Tournapull” modelo D. Roadmaster , adquirido por Cr$ 521.000,00, e, sem dúvida, naquele época, foi um “gigante na abertura das estradas de Blumenau”, além de ter sido, então, o maior dos complexos buldôzeres utilizados na abertura das estradas em Santa Catarina, razão porque é estranhável que administrações municipais bem mais recentes, numa época de tamanha tecnologia, não tenham se interessado na aquisição de tais rasgadores de estradas como este.

O Super Trator da P.M.B. - o monstrengo para a época - Le Tourneau Pull, - operando, por volta de 1952/53, na Rua Itajaí. O trator possuía outros equipamentos acopláveis que não constam da foto, como os escarificadores de solo e rolos compressores de compactação. (foto enviada por Wieland Luckfeld).

O tratorista do ¨Torna-Pó¨, cujo nome nos escapa à memória, era muito relacionado ao funcionário da prefeitura Sr. Alcides Corrêa da Costa, originário do nordeste do país (tinha um sotaque carregado e exercia cargo de fiscalização de obras da P.M.B.). Junto com o Sr. Alcides, e com toda sua família, esposa, filhos, parentes deste e o referido tratorista do “Torna-Pó”, enfim umas doze pessoas, segui  eu (Niels Deeke) no ano de 1952, em caminhão coberto de lona, transportando uma bateira e redes de pesca para acampar nos matos da última lagoa da Praia Brava, em Itajaí. Lá ficamos desde a noite de uma sexta-feira até domingo a tarde, pescando com redes de espera as tainhotas escondidas nos profundos solapões da margem do riacho. Reporto este episódio porque, enquanto refestelados nas redes de dormir, imaginávamos como seria produtiva a pesca acaso conseguíssemos esgotar toda a água da lagoa, rasgando um sulco de vazão para o mar fronteiro, e nisso o tratorista do ¨ Torna-Pó ¨, colega naquela pescaria, brincando dizia : ¨é tudo muito fácil, é só Niels conseguir autorização do pai para trazermos o ¨Torná-Pó ¨ que em menos de duas horas faço o canal e vocês poderão apanhá-las no seco e então comer tainhas o ano inteiro ¨. Ora, pois sim !

O trator “LeTorneaupull - Roadmaster”, - Torna-Pó - foi vendido, em 1953, pela P.M.B., à empresa “ETUC” (após Entuco), empresa de engenharia e empreiteira da qual era engº o Sr. Wilson Gonçalves, do Rio de Janeiro, pelos mesmos Cr$ 521.000,00 gastos na sua aquisição."

quarta-feira, 19 de março de 2014

Fotos Antigas: Massey Ferguson 95-I em Quedas do Iguaçu - PR

- Não tão antigo, mas raro de se encontrar um atualmente, o Massey Ferguson 95 - I (Industrial),  puxava a carreta com a cruz, o padre, e demais pessoas em algum desfile religioso.

- Originalmente na cor amarelo, o trator da foto estava acoplado a um scraper, e como o implemento e o trator formavam um só conjunto, a carreta foi engatada atrás do scraper! O Massey 95-I era equipado com motor Perkins 6 cilindros diesel, e alguns detalhes o diferenciavam de seu irmão agrícola 95-X. Nota-se também os escritos da Prefeitura Municipal no capô do trator.

- A foto que retirei da página Quedas do Iguaçu Fotos Antigas, no Facebook, não tem descrição e nem data, mas acredito ser do início da década de 70.


terça-feira, 18 de março de 2014

Fotos Antigas: Zetor 25 A em Alegria-RS

- Desfile de 7 de Setembro no município de Alegria no Rio Grande do Sul onde o Zetor 25 A foi fotografado três vezes! Na terceira foto, certamente o mesmo trator rebocando a trilhadeira de arroz. As fotos devem ser do início da década de 60, e vieram da página no Facebook - Município de Alegria-RS e sua história.






sexta-feira, 14 de março de 2014

Relíquias do Brasil - Parte XIV - Uranus (Delahaye)

- O Brasil inciou tarde sua mecanização agrícola. Enquanto outros países eram pioneiros na produção de máquinas para a agricultura, o Brasil ainda as importava, sendo o crescimento de nossa agricultura dependente da mecanização estrangeira. Isso fez com que no Brasil possam ser vistos tratores antigos de variadas nacionalidades e marcas. Desde os símbolos americanos como John Deere, Farmall, Case, Ford, até os tratores que marcaram os europeus, como os Lanz Bulldog, Deutz, Hanomag, Ferguson, Fordson, etc.

- Mas dentre essa tratorzada toda que foi importada décadas atrás, existem alguns modelos muito mais raros, cuja importação não deve ter passado de dezenas de unidades, ou menos.

- Uma questão importante de se levar em conta é o fato de alguns desses raros exemplares não terem sidos oficialmente importados por algum representante brasileiro, mas sim, terem entrado no país pela fronteira com Argentina ou Uruguai, ou na maioria das vezes, trazidos "na mala" pelos imigrantes que vieram para o Brasil em busca de um futuro melhor.

  

Relíquias do nosso Brasil - Tratores Uranus (Delahaye)


URANUS Tractoren AG, tratores de esteira de nacionalidade Suíça, produzidos no final dos anos 30. Eram equipados com um novo tipo de esteiras seladas, que foram muito usados por outros fabricantes após a 2ª guerra.  A empresa tentou mostrar que seu novo sistema de esteiras, selado, mantendo os roletes livres de terra, podia aumentar a velocidade do trator  para até 16km/h e também a vida útil das esteiras.
Estes tratores eram equipados com um motor da fabricante francesa DELAHAYE, o que fez com que no Brasil alguns destes tratores fossem chamados pela marca do motor.

- Um exemplar de um trator Uranus exposto no jardim do museu de tratores da empresa Agromen.

- Trator Uranus que pertencia ao museu da Ulbra, hoje pertence a uma coleção particular. Este exemplar, na época do leilão da Ulbra, foi leiloado como sendo um "Delahaye".



quinta-feira, 13 de março de 2014

Fotos Antigas: Lanz Bulldog em Itararé - SP

- Bonita foto de um trator Lanz Bulldog puxando carreta com enormes toras de madeira. Muito curioso o escapamento do trator e os pneus traseiros, diferentes do desenho comum. 

- Mais curioso ainda a peça acoplada a roda traseira, a qual, não deve ser apenas lastro para o trator, e sim parte de um sistema que acoplava garras ao pneu para trabalho em banhados e lugares de muita lama, dando ao trator mais tração, como uma roda de ferro.

- A foto não tem data, e pode ter sido tirada em outra localidade. Coloquei o nome da cidade pois retirei a foto da página no Facebook - Museu Fotográfico de Itararé.


segunda-feira, 10 de março de 2014

Fotos Antigas: Ford 8N em Itú-SP

- O Fordinho 8N com uma plaina traseira (provavelmente Dearborn, implementos Ford) trabalhava na construção da quadra de esportes e aproveitou para ser fotografado junto as autoridades e alunos.

- Curioso ver um trator trabalhando em outras atividades não agrícola. A foto já do final dos anos 50 mostra a construção da quadra poliesportiva do colégio Regente Feijó em Itú - SP, a qual retirei da página Fotos Antigas de Itu no Facebook.




terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Fotos Antigas: Trator Custom do Aeroporto de Campinas - SP

- Raro registro de um raro trator contracenando com os enormes aviões, no dia da inauguração do aeroporto de Campinas, hoje o Internacional de Viracopos.

-  O trator era fabricado pela Custom Tractor Manufacturing Company na cidade de Hustisford - Wisconsin - EUA e certamente foi trazido por alguma companhia aérea para rebocar os aviões. Talvez seus últimos dias foram em algum ferro velho, após ser leiloado, porque não se tem notícia do mesmo em alguma coleção, ou algum museu aqui no Brasil.

- Curiosidade enviada pelo amigo e leitor do blog sr. Winter:  Em 1950, Harry A. Lowther Co., apareceu com esse trator, usando uma embreagem com fluido de óleo, fabricado pela Chrysler, chamado Gyrol Fluid Drive, que permitia o uso da potência do motor de forma gradual. (Daí o uso para mover aviões no pátio em aeroportos).

- As fotos datam de 19 de outubro de 1960 e vieram da página do Facebook - Campinas de Antigamente.



- Nesta foto, populares durante a cerimônia de inauguração do Viracopos. Ao fundo, fileira de grandes máquinas utilizadas na terraplenagem e construção da pista do aeroporto.